Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/588018f37f8c9d0a098b4ed7
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Influence of family environment and socioeconomic status in the introduction and maintenance of non-nutritive oral habits

Influência do ambiente familiar e da condição socioeconômica na introdução e na manutenção de hábito de sucção não nutritiva

Pizzol, Karina Eiras Dela Coleta; Boeck, Eloisa Marcantonio; Santos, Letícia Fiais Pereira dos; Lunardi, Nádia; Oliveira, Guilherme José Pimentel Lopes de

Downloads: 0
Views: 1018

Abstract

Non-nutritive oral habits, such as pacifier and finger-sucking, are present in most children in the phases of the primary and the early mixed dentitions. The objective of this research was to evaluate the influence of family environment and socioeconomic conditions on pacifier and/or finger-sucking habits, in children between 6 months and 5 years old, enrolled in pre-schools in Araraquara, S.P. (Brazil). 514 parents received surveys containing questions regarding age; occupation and working hours;, number of children; socioeconomic status; duration and frequency of habits; feeding time; and family dynamics. Feedback from 219 surveys showed that pacifier-sucking was the most frequent habit, which was introduced before the first month of life (66.4%), usually under the influence of parents, and decreased with the increase of age. Whereas the finger-sucking habit tended to increase with the increase of age, and showed higher prevalence during the hours of sleep. The rate of breastfeeding and the prevalence of habits were directly influenced by factors such as socioeconomic condition, maternal age and educational level of parents. Mothers with higher income and education level, tended to breastfeed their children in a natural way, which seemed to avoid the presence of harmful habits. Based on the results, there seems to be a great need to provide parents and children with access to a prevention program, which would aim at the importance of the removal of habits at early ages.

Keywords

Habits, children, breastfeeding

Resumo

Os hábitos bucais não nutritivos, como sucção de chupeta e de dedo, estão presentes na maioria das crianças nas fases das dentaduras decídua e início da mista. Assim, o objetivo da pesquisa foi avaliar a influência do ambiente familiar e da condição socioeconômica na presença de hábitos de sucção de dedo e/ou chupeta, em crianças entre 6 meses e 5 anos, matriculadas em pré-escolas de Araraquara-SP. Foram enviados 514 questionários  aos pais das crianças que compunham a amostra, contendo perguntas relativas aos seguintes aspectos: idade, ocupação e carga horária de trabalho, número de filhos, condição socioeconômica, duração e frequência de hábitos, tempo de amamentação, relacionamento familiar, entre outras informações. Dos 219 questionários que retornaram, evidenciou-se que o hábito mais frequentemente encontrado foi o de sucção de chupeta, normalmente introduzida antes do primeiro mês de vida (66,4%), por influência dos pais, e apresentando um declínio com o aumento da idade. Já a sucção digital tendeu a aumentar com o acréscimo da idade, tendo como período de maior prevalência a hora do sono. A condição socioeconômica, a idade materna e o nível de escolaridade dos pais influenciaram diretamente no índice de aleitamento natural e na prevalência dos hábitos. As mães com maior escolaridade e renda tenderam a amamentar seus filhos de forma natural e a evitar a presença de hábitos deletérios. Com base nos resultados, nota-se a necessidade de acesso dos pais e das crianças a um programa preventivo educacional, visando à importância da remoção dos hábitos em idade precoce.

Palavras-chave

Hábitos, crianças, amamentação

References



1. Bittencourt LP, Modesto A, Bastos EPS. Influência do aleitamento sobre a freqüência dos hábitos de sucção. Rev Bras Odontol. 2001; 58: 191-3.

2. Furtado ANM, Vedovello Filho M. A influência do período de aleitamento materno na instalação dos hábitos de sucção não nutritivos e na ocorrência de maloclusão na dentição decídua. RGO. 2007; 55: 335-41.

3. Gimenez CMM, Moraes ABA, Bertoz AP, Bertoz FA, Ambrosano GM. Prevalência de más oclusões na primeira infância e sua relação com as formas de aleitamento e hábitos. R Dental Press Ortodont Ortop Facial. 2008; 13: 70- 83.

4. Heringer MRC, Reis M, Pereira LFS, Di Ninno CQMS. A influência da amamentação natural no desenvolvimento dos hábitos orais. Revista CEFAC. 2005; 7: 307-10.

5. Tartaglia SMA, Souza RG, Santos SRB, Serra-Negra JMC, Pordeus IA. Hábitos orais deletérios: avaliação do conhecimento e comportamento das crianças e suas famílias. J Bras Odontopediatr Odontol Bebê. 2001; 4: 203-9.

6. Tomita NE, Sheiham A, Bijella VT, Franco LJ. Relação entre determinantes socioeconômicos e hábitos bucais de risco para má-oclusões em pré-escolares. Pesquisa Odontol Bras. 2000; 14: 169-75. PMid:11780987.

7. Warren JJ, Bishara SE, Steinbock KL, Yonezu T, Nowak AJ. Effects of oral habits duration on dental characteristics in the primary detition. J Am Dent Assoc. 2001; 132:1685–93.

8. Crato NA, Oliveira VD, Cunha OT, Motta AR. Hábitos orais deletérios e relação com aspectos comportamentais e psicológicos de crianças de creches publicas de Belo Horizonte. In. Anais do 2º. Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. 2004; Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG; 2004 . p 1 – 7.

9. Rezende ELLF. Prevalência do uso de chupeta no Brasil e fatores associados [dissertação mestrado]. Brasília: Faculdades de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília; 2007.

10. Trawitzki LVV, Anselmo–Lima WT, Melchior MO, Grechi TH, Valera FCP. Aleitamento e hábitos orais deletério em respiradores orais e nasais. Rev Bras Otorrinoloringol. 2005; 71:747–51.

11. Valdrighi HC, Vedovello Filho M, Coser RM, Paula DB, Rezende SE. Hábitos Deletérios x Aleitamento Materno (sucção digital ou chupeta). RGO. 2004; 52:237–9.

12. Barreira SMC, Machado MFAS. Amamentação: compreendendo a influência do familiar. Acta Scientiarum. Health Sciences. 2004; 26 (1):11–20.

13. Leite-Cavalcanti A, Medeiros-Bezerra PK, Moura C. Aleitamento natural, aleitamento artificial, hábitos de sucção e maloclusões em pré- escolares brasileiros. Rev Salud Pública. 2007; 9:194- 204. PMid:17923891.

14. França GVA, Brunken GS, Silva SM, Escuder MM, Venâncio SI. Determinantes da amamentação no primeiro ano de vida em Cuiabá, Mato Grosso. Rev Saúde Pública. 2007; 41: 711-8. PMid:9041303.

15. Katz CRT, Colares V. Panorama sociocultural do uso da chupeta em nossa sociedade. J Bras Odontopediatr Odontol Bebê. 2002; 5:119-23.

16. Victora CG, Behangue DP, Barros FC, Olinto MT, Weiderpass E. Pacifier use and short breastfeeding duration: cause, consequence, or coincidence? Pediatrics. 1997; 99: 445-53. PMid:20027451. http://dx.doi.org/10.1542/peds.99.3.445

17. Trawitzki LVV, Anselmo–Lima WT, Melchior MO, Grechi TH, Valera FCP. Aleitamento e hábitos orais deletério em respiradores orais e nasais. Rev Bras Otorrinoloringol. 2005; 71:747–51.

18. Telles FB, Ferreira RI, Magalhães I do N, Scavone-Junior H. Effect of breast-and-bottle-feeding duration on the age of pacifier use persistence. Braz Oral Res. 2009; 23: 432-8.

19. Cavassani VGS, Ribeiro SG, Nemr NK, Greco AM, Köhle J, Lehn CN. Habitos orais de sucção: estudo piloto em população de baixa renda. Rev Bras Otorrinolaringol. 2003; 69 (1):106 –110.

20. Mascarenhas MLW, Albernaz EP, Silva MB, Silveira RB. Prevalence of exclusive breastfeeding and its determiners in first 3 months of life in South of Brasil. J Pediatr. 2006; 82: 289-94. http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1506

21. Pinto MCGL, Melo GFB, Colares V, Katz CRT. Fatores sócio-econômico-culturais relacionados ao uso da chupeta em crianças de zero a quatro anos da cidade do Recife-PE. Arq Odontol. 2003; 39: 285-96.

22. North Stone K, Fleming P, Golding J. Socio- demographic associations with digit and pacifier sucking at 15 months of age and possible associations with infant infection. The ALSPAC Study Team. Avon longitudinal study of pregnancy and childhood. Early Hum Dev. 2000; 60: 137-48. http://dx.doi.org/10.1016/S0378-3782(00)00113-4

23. Serra–Negra, Vilela JMC, Rosa LC, Paiva LSP, Pordeus SM, Almeida I. Hábitos bucais deletérios: os filhos imitam as mães na adoção destes hábitos. Rev Odonto Cienc. 2006; 21:146–52.
588018f37f8c9d0a098b4ed7 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections