Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/588018ad7f8c9d0a098b4d72
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Motives of the entrance and dropout of undergraduate dental students from a public institution

Motivos de ingresso e de evasão dos acadêmicos de Odontologia de uma instituição pública

Cavalcanti, Alessandro Leite; Lima, Wellinadja Gomes de; Marques, Jamila Leal dos Santos; Alves, Hipácia Fayame Clares; Granville-Garcia, Ana Flávia

Downloads: 2
Views: 800

Abstract

This observational and descriptive-analytic study analyzed the reasons for entrance and dropout of undergraduate dental students from a public state institution. The non-probabilistic sample comprehended 46 students that entered the course in 2008 and in the first semester of 2009. The research instrument consisted of a custom-made form, and the data were presented by descriptive statistics. The Fisher’s exact and chi-square tests were used for the bivariate analysis (p < 0.05%). Most students were male (63.0%), aged 17 to 20 years (67.4%) and attended private high schools (58.7%). As much as 42.2% of the students had a college entrance exam for another course, from which 78.9% chose medicine and informatics (10.5%). Almost one third of the students (26.1%) intend to have a new college entrance exam. The main reasons for choosing another course were vocation (50.0%), prestige (26.1%) and remuneration (23.9%). Over 43% of the students were unsatisfied with the course, the main reasons being the faculty members (42.1), the dental school facilities (36.8%) and the curricular structure (21.1%). There were statistically significant differences between the variables “having a new college entrance exam” and the dissatisfaction with the course (p = 0.011). It may be concluded that the choice for Dentistry is influenced by the possibility of professional and personal accomplishments. However, several students are not satisfied with the course, particularly with the faculty members, school facilities and the curricular structure.

Keywords

Students, dental, education, higher, student dropouts, career choice.

Resumo

Este estudo observacional e descritivo-analítico analisou os motivos de ingresso e evasão dos acadêmicos do Curso de Odontologia de uma instituição publica estadual. A amostra do tipo não-probabilística compreendeu 46 alunos que ingressaram no curso no ano de 2008 e no primeiro semestre de 2009. O instrumento de pesquisa consistiu de um formulário especifico, sendo os dados apresentados por meio da estatística descritiva. Para a análise bivariada utilizou-se os testes Exato de Fisher e Qui-quadrado (p < 0,05%). A maioria dos alunos é do sexo masculino (63,0%), na faixa etária de 17 a 20 anos (67,4%) e cursaram o ensino médio em escola particular (58,7%). Um percentual de 42,2% dos estudantes prestou vestibular para outro curso, dos quais 78,9% optaram por medicina e computação (10,5%). Quase um terço dos acadêmicos (26,1%) pretende fazer novo vestibular. As principais razões para a escolha do curso foram a vocação (50,0%), o prestígio (26,1%) e a remuneração (23,9%). Mais de 43% dos acadêmicos mostraram-se insatisfeitos com o curso, constituindo-se nos principais motivos o corpo docente (42,1%), a estrutura física (36,8%) e a estrutura curricular (21,1%). Observou-se diferença estatisticamente significante entre as variáveis prestar um novo vestibular e a ocorrência de insatisfação com o curso (p = 0,011). Conclui-se que a escolha da Odontologia é influenciada pela possibilidade de realização profissional e pessoal, entretanto muitos acadêmicos não estão satisfeitos com o curso, particularmente com o corpo docente, a estrutura física e a estrutura curricular.

Palavras-chave

Estudantes de odontologia, ensino superior, evasão escolar, escolha da profissão.

References



1. Tavares CMM. A educação permanente da equipe de enfermagem para o cuidado nos serviços de saúde mental. Texto Contexto Enferm. 2006; 15: 287-95.

2. Junqueira JC, Colombo CED, Tavares PG, Rocha RF, Carvalho YR, Rodrigues JR.. Quem é e o que pensa o graduando de Odontologia. Rev Odontol UNESP. 2002; 31: 269-84.

3. Lazzarin HC, Nakama L, Cordoni Júnior L. O papel do professor na percepção dos alunos de odontologia. Saúde e Sociedade. 2007; 16(1): 90-101.

4. Brustolin J, Brustolin J, Toassi RFC, Kuhnen M. Perfil do acadêmico de Odontologia da Universidade do Planalto Catarinense, Lages/SC, Brasil. Rev ABENO. 2006; 6(1): 70-6.

5. Aquilante AG, Tomita NE. O estudante de Odontologia e a educação. Rev ABENO. 2005; 5(1): 6-11.

6. Braga MM, Miranda-Pinto COB, Cardeal ZL. Perfil sócio-econômico dos alunos, repetência e evasão no curso de Química da UFMG. Quím Nova. 1997; 20: 438-44.

7. Silva-Filho RLL, Motejunas PR, Hipólito O, Lobo MBCM. A evasão no ensino superior brasileiro. Cad Pesqui. 2007; 37: 641-59.

8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades@ [citado em 2008 Jun 4]. Disponível em:

9. Unfer B, Rigodanzo L, Hahan D, Manfredini D, Rodrigues E, Cavalheiro CH. Expectativas dos acadêmicos de odontologia quanto a formação e futura profissão. Saúde. 2004; 30(1-2): 33-40.

10. Rezende FP, Nakanishi FC, Machado ACP, Quirino MRS, Anbinder AL. Perfil, motivações e expectativas dos graduandos e graduados em odontologia. Rev Odontol UNICID. 2007; 19: 165-72.

11. Freitas STF, Nakayama MH. Um perfil do estudante de Odontologia no estado de São Paulo. Divulgação em Saúde para Debate. 1995; 10: 29-37.

12. Freire MCM, Dias HRP, Sousa CS. Hábitos e atitudes dos acadêmicos de Odontologia da Universidade Federal de Goiás em relação ao açúcar e à saúde. Rev Odontol Univ São Paulo. 1997; 11: 221-7.

13. Gouvea MV, Oliveira SSI, Gouvea CVD, Almeida Junior LR. Evasão do ensino superior público. Rev ABENO. 2002; 2(1): 22.

14. Saliba NA, Moimaz SAS, Raphael HS, Tiano AVP, Rodrigues RCPB. Organização curricular, evasão e repetência no curso de odontologia: um estudo longitudinal. Rev Odontol UNESP. 2006; 35: 209-14.

15. Yepes FL, Salazer MB, Arrubla J, Marín LM, Martínez M, Tobón C, et al. Factores causales de la deserción estudiantil en el pregrado de la facultad de odontología de la universidad de antioquia de 1997 a 2004. Rev Facultad Odontol Universidad Antioquia. 2007; 19(1): 35‑48.

16. Bicudo MAV. Evasão escolar nos cursos de graduação da UNESP. São Paulo: Editora da UNESP; 1995.
588018ad7f8c9d0a098b4d72 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections