Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/doi/10.1590/1807-2577.00820
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Evaluation of the Residency Programs of the Federal University of Rio Grande do Sul from the residents’ view

Avaliação dos Programas de Residência da Universidade Federal do Rio Grande do Sul na percepção dos residentes

Juliane KRÄMER; Aline Blaya MARTINS; Renato José DE MARCHI

Downloads: 0
Views: 251

Abstract

Abstract: Introduction: The multi-professional residencies in the Health area started to improve after the Law n° 11.129 of 2005. They are a modality of Latu-sensu graduate education, with the purpose of training professionals to work in the National Unified Health System (SUS).

Objective: This study aimed to investigate the current situation, from a perspective of satisfaction with the training in Residency courses, with the residents of the Federal University of Rio Grande do Sul.

Material and method: It is a study with a mixed-methods approach. The quantitative section was conducted through the application of a questionnaire to all residents participating in the UFRGS Residency Programs in 2018. The qualitative part was conducted using the focus group technique.

Result: There were 81 participants in the quantitative component, and 14 residents of the Oral Health program participated in the focus groups. The quantitative results showed that residents received little or no guidance at the beginning of the program. The qualitative results showed questions that allow inferences about residents' dissatisfaction and lack of knowledge about the functioning of the Programs.

Conclusion: Residents recognize that there are still issues with program administration to be improved, and more especially, the recognition of the importance of the Residency Programs within the University.

Keywords

Learning, teaching, latu sensu graduate, professional practice

Resumo

Resumo: Introdução: As residências multiprofissionais em área profissional da saúde ganharam espaço a partir da Lei n°11.129 de 2005. Constituem-se como uma modalidade de ensino de pós-graduação Latu-sensu, com a intenção de capacitar profissionais para trabalhar no Sistema Único de Saúde (SUS).

Objetivo: Este estudo teve por objetivo investigar a atual situação, desde uma perspectiva de satisfação com a formação, com cursos de Residência, dos residentes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Material e método: Constitui-se de um estudo com abordagem mista. O segmento quantitativo ocorreu através da aplicação de um questionário para todos os residentes participantes do Programa de Residência da UFRGS no ano de 2018. O estudo de abordagem qualitativa foi realizado através da técnica de grupos focais.

Resultado: Totalizaram 81 participantes na abordagem quantitativa e nos grupos focais participaram 14 residentes, pertencentes ao programa de Saúde Bucal. Os resultados quantitativos representam que os residentes receberam pouca ou nenhuma orientação no início do programa. Os resultados qualitativos apresentam questões que permitem fazer inferências acerca da insatisfação e desconhecimento dos residentes acerca do funcionamento dos Programas.

Conclusão: Destaca-se que os residentes reconhecem que há ainda questões de gestão do programa a serem aprimoradas, bem como de reconhecimento da sua importância dentro da Universidade.
 

Palavras-chave

Aprendizagem, ensino, pós-graduação latu sensu, prática profissional

References

1 Brasil. Ministério da Saúde. A construção do SUS: história da reforma sanitária e o processo participativo. Brasília: Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa; 2006.

2 Dallegrave D, Kruse MHL. No olho do furacão, na ilha da fantasia: a invenção da residência multiprofissional em saúde. Interface. 2009;13(28):213-26. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832009000100018.

3 Ceccim RB, Feuerwerker LCM. O quadrilátero da formação para a área da saúde: ensino, gestão, atenção e controle social. Physis. 2004;14(1):41-65. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312004000100004.

4 Brasil. Ministério da Saúde. Residência multiprofissional em saúde: experiências, avanços e desafios. Brasília: Ministério da Saúde; 2006.

5 Brasil. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Relatório de atividades da Comissão Nacional de Residências Multiprofissionais em Saúde. CNRMS: exercício: 2007/ 2009 [Internet]. Brasília; 2009 [cited 2017 Nov 20]. Available from: http://www.sbfa.org.br/portal/pdf/Relatorio%20Atividades%20CNRMS%202007%202009.pdf

6 Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Residência multiprofissional em Saúde: experiências, avanços e desafios. Brasília: Ministério da Saúde; 2006.

7 Brasil. Ministério da Saúde. Resolução nº 287 de 8 de outubro de 1998. Diário Oficial da União. Brasília, 8 out. 1998.

8 Brasil. Ministério da Educação. Lei nº 11.129, de 30 e junho de 2005. Institui o Programa Nacional de Inclusão de Jovens – ProJovem; cria o Conselho Nacional da Juventude – CNJ e a Secretaria Nacional de Juventude; altera as Leis nº 10.683, de 28 de maio de 2003, e 10.429, de 24 de abril de 2002; e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, 1 julho 2005.

9 Silva JC, Contim D, Ohl RIB, Chavaglia SRR, Amaral EMS. Perception of the residentes about their performance in the multidisciplinary residency program. Acta Paul Enferm. 2015 Apr;28(2):132-8. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0194201500023.

10 Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Comissão Nacional de Residência Multiprofissional. Resolução nº 7, de 13 de novembro de 2014. Regulamenta os processos de avaliação, supervisão e regulação de programas de Residência em Área Profissional da Saúde. Diário Oficial da União. Brasília, 13 novembro 2014.

11 Strauss A, Corbin J. Pesquisa qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. 2a ed. Porto Alegre: Artmed; 2008.

12 Buss TM, López Monesinos MJ, Adrize RP, Coelho AS, Oliveira Arrieira IC, Marzena M. Grupo focal: una técnica de recogida de datos em investigaciones cualitativas. Index Enferm. 2013 Jun;22(1-2):75-8. http://dx.doi.org/10.4321/S1132-12962013000100016.

13 Charmaz KA. Construção da teoria fundamentada: guia prático para análise qualitativa. Porto Alegre: Artmed; 2009.

14 Guido LA, Silva RM, Goulart CT, Bolzan MEO, Lopes LFD. Síndrome de Burnout em residentes multiprofissionais de uma universidade pública. Rev Esc Enferm USP. 2012 Dez;46(6):1477-83. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000600027. PMid:23380794.

15 Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Comissão Nacional de Residência Multiprofissional. Resolução nº 5, de 7 de novembro de 2014. Dispõe sobre a duração e a carga horária dos programas de Residência em Área Profissional da Saúde nas modalidades multiprofissional e uniprofissional e sobre a avaliação e a frequência dos profissionais da saúde residentes. Diário Oficial da União. Brasília, 10 novembro 2014.

16 Fernandes MNS, Beck CLC, Weiller TH, Viero V, Freitas PH, Prestes FC. Sofrimento e prazer no processo de formação de residentes multiprofissionais em saúde. Rev Gaúcha Enferm. 2015 Dez;36(4):90-7. http://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2015.04.50300. PMid:26735764.

17 Cheade MFM, Frota OP, Loureiro MDR, Quintanilha ACF. Residência multiprofissional em saúde: a busca pela integralidade. Cogitare Enferm. 2013;18(3):592-5. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i3.46360.

18 Gadelha AKS, Barreto ICHC. Integrated residency in Health: perception of the players with emphasis on Family and Community Health. Interface. 2018;22(Suppl 1):1339-51. http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622017.0183.

19 Mendes AM. Psicodinâmica do trabalho: teoria, método e pesquisas. São Paulo: Casa do Psicólogo; 2007.
 


Submitted date:
02/14/2020

Accepted date:
04/27/2020

5f16e7b40e8825e7749517e2 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections