Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/61d729fda9539568a57b70b4
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Reabsorção radicular externa inflamatória: do diagnóstico ao tratamento

Anny Gabrielle Silva PEREIRA, Izabela Pastor DA SILVA, Janielle Emanuelle Resende DE SANTANA, Leticia Rodrigues SOUSA, Laerte Oliveira BARRETO NETO

Downloads: 0
Views: 27

Abstract

Introdução: As reabsorções radiculares externas são processos de origem patológica, caracterizados pela perda progressiva do tecido mineralizado que compõe a estrutura do órgão dentário. O diagnóstico da reabsorção radicular externa é detectado através de exames imaginologicos. A princípio as radiografias periapicais é de primeira escolha, porém não permitem um diagnóstico seguro e preciso quanto ao seu grau de evolução, seus limites e sua causa. Sendo assim, a tomografia computadorizada de feixe cônico mostra-se como um recurso adicional, preciso e eficiente na detecção de reabsorção radicular externa. Objetivo: Revisar a literatura sobre evidências cientificas existentes quanto a reabsorção radicular externa inflamatória do diagnóstico ao tratamento. Materiais e métodos: O presente estudo trata-se de uma revisão de literatura, em que foram consultadas as bases de dados do LILACS e Medline/Pubmed, utilizando como descritores “Reabsorção da Raiz” “Reabsorção” “Endodontia”, e foram selecionados artigos e dissertações em inglês e português. Resultados: Os fatores predisponentes que levam a reabsorção radicular externa são os estímulos contínuos, causando a inflamação e posterior a reabsorção. É essencial um diagnóstico criterioso através de anamnese, exame clínico, radiográfico e tomográfico quando necessário para sua constatação. A reabsorção radicular externa ocorre em qualquer lugar ao longo da superfície da raiz, podendo estar relacionados a um processo inflamatório crônico e persistente, decorrentes da infecção causada por microrganismos e seus subprodutos no sistema de canais radiculares. Para impedir sua evolução fez-se a remoção do agente agressor, por meio do tratamento endodôntico. Conclusão: A reabsorção radicular externa apresenta etiologia multifatorial. A detecção precoce é essencial para um tratamento bem sucedido e bom prognóstico do caso. Muitas vezes o tratamento indicado também pode ser multidisciplinar para que se obtenha sucesso do caso.

Keywords

Reabsorção da raiz; reabsorção; endodontia.
61d729fda9539568a57b70b4 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections