Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a202da9539535cb433833
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Efeito da utilização de biomateriais poliméricos catalisadores na eficácia clareadora e citotoxicidade de um gel clareador com 35% de H2O2

Marlon Ferreira DIAS, Beatriz Voss MARTINS, Rafael Antonio de Oliveira RIBEIRO, Uxua Ortecho ZUTA, Carla Caroline de Oliveira DUQUE, Diana Gabriela SOARES, Josimeri HEBLING, Carlos Alberto DE SOUZA COSTA

Downloads: 0
Views: 35

Resumo

O uso de géis clareadores com alta concentração de peróxido de hidrogênio (H2O2) em terapias clareadoras de consultório tem sido associado a citotoxicidade e sensibilidade pós tratamento. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia estética e a citotoxicidade de um gel clareador com 35% de H2O2 aplicado por diferentes tempos sobre esmalte previamente recoberto por dois biomateriais catalisadores. Um scaffold polimérico de nanofibras (ScP) e um primer polimérico (PrP) contendo 10 mg/mL da enzima horseadish peroxidase (HRP) foram aplicados sobre discos de esmalte/dentina adaptados em câmaras pulpares artificiais (n=8). Então, o gel clareador foi aplicado sobre os biomateriais pelos períodos de 15 (G1), 30 (G2) e 45 min. (G3). Discos tratados apenas com o gel clareador por 15 (G4), 30 (G5) e 45 min. (G6) ou não tratados (G7) foram usados como controles positivo e negativo, respectivamente. Concluídos os tratamentos, os extratos (meio de cultura + componentes do gel clareador difundidos pelos discos) foram aplicados por 1 h sobre células MDPC-23. Foi avaliado a viabilidade (VC) e estresse oxidativo (EOx) celular, bem como a alteração de cor (E) dos discos. Os dados foram analisados por ANOVA e pelo pós-teste de Tukey, com o nível de significância de 5%. Redução de VC ocorreu em todos os grupos clareados em comparação ao grupo controle G7 (p0.05). Esses efeitos foram menos intensos em G1 e G2 em relação a G4, G5 e G6 (p0.05). Apesar de G3 ter apresentado o melhor resultado estético, em G1 esta propriedade clareadora foi semelhante a G6 (p0.05). Foi possível concluir que o gel com 35% de H2O2, aplicado por apenas 15 min. sobre o esmalte previamente recoberto por ScP e PrP, causou discreta citotoxicidade e manteve o excelente resultado estético proporcionado pelo clareamento convencional de consultório.

Palavras-chave

Clareamento dental; citotoxicidade; odontoblastos
604a202da9539535cb433833 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections