Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a1eaba953953130620cd2
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Diferentes fármacos afetam a viabilidade de Streptococcus mutans de modo distinto em duas fases de crescimento

Ana Carolina Urbano de Araujo LOPES, Vanessa Coronato Nogueira CONSTANTINO, Carmélia Isabel Vitorino LOBO, Ricardo Augusto VICENTE, Marlise Inêz KLEIN

Downloads: 0
Views: 27

Resumo

Introdução: A cárie dentária pode ser prevenida com uso de flúor, controle da dieta e remoção mecânica de biofilme. Mas, essas estratégias têm sucesso limitado. Assim, usar fármacos que afetem a viabilidade microbiana e a formação de biofilme é uma abordagem proposta. Objetivo: Determinar período mínimo necessário para matar células de Streptococcus mutans. Material e métodos: A cepa S. mutans UA159 foi reativada e 5 colônias foram transferidas para 10 mL de meio triptona e extrato de levedura com 1% de glicose (37°C, 5%CO2,16h). O préinóculo foi diluído 1:20 no mesmo meio, seguido de incubação até duas fases de crescimento: meio da fase log e estacionária. A cultura foi diluída no mesmo meio (2x106 UFC/mL). Uma alíquota foi transferida para placa de 48 poços com os tratamentos: 1771 (3,906 μg/mL), J10595 (500 μg/mL), tt-farnesol (125 μg/mL), fluoreto de sódio (250 ppm), digluconato de clorexidina (0,12%, controle positivo), veículo (7% etanol e 1,25% dimetilsulfóxido). Estas concentrações diminuíram a viabilidade celular em 3 logs anteriormente. Após incubação (1, 2, 3, 4 e 24h), foi feita a semeadura das culturas em placas de ágar BHI. Elas foram incubadas (48h), seguido da contagem de colônias. Os valores foram convertidos em log. Os dados dos tratamentos foram comparados com o veículo. Resultados: A curva de sobrevivência para as duas fases de crescimento mostrou que o controle positivo resulta em 100% de morte celular após 1 h. tt-farnesol e flúor promovem morte celular gradativa com o tempo; esse efeito foi mais acentuado para tt-farnesol na estacionária. Já 1771 e J10595 reduzem a viabilidade celular entre 4 e 24h, sendo J10595 mais eficaz na fase log e 1771 não foi fase-dependente. Conclusão: Os fármacos J10595 e tt-farnesol são mais eficazes na redução da viabilidade de S. mutans, mas com velocidades distintas e eficácia dependente da fase de crescimento. Isso se deve aos seus possíveis alvos celulares distintos.

Palavras-chave

Microbiologia; cárie dentária; biofilmes.
604a1eaba953953130620cd2 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections