Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a178ca9539524c059b634
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Enxertia óssea autógena de crista ilíaca em mandíbula seguida de reabilitação com implantes imediatos: relato de caso

Leonardo Alan DELANORA, Leonardo Perez FAVERANI, Nathália Januario ARAUJO, Sabrina FERREIRA, Idelmo Rangel GARCIA JUNIOR

Downloads: 0
Views: 31

Abstract

Os enxertos autógenos são considerados padrão ouro devido as suas propriedades de osteoindução, osteocondução e osteogênese. Uma das opções que oferece volume e contorno ósseo abundante é o enxerto livre de crista ilíaca. Associando a reconstrução óssea com a reabilitação desses pacientes, diversos estudos na literatura demonstram a viabilidade da instalação de implantes sobre áreas reconstruídas com enxertos. O presente trabalho objetiva descrever um caso clínico onde a técnica de enxerto autógeno de osso ilíaco foi realizada em região de mandíbula com a instalação imediata de implantes. Paciente de 57 anos, sexo feminino, compareceu a FOA-UNESP se queixando de instabilidade da prótese total inferior. Na tomografia o rebordo mandibular apresentava-se atrésico, com cerca de 6 mm de altura anterior e 4 mm posterior. Assim foi optado por uma reconstrução óssea mandibular com enxerto ósseo de ilíaco, seguido da instalação de implantes. Sob anestesia geral, foi acessado a região com uma incisão extraoral submental e descolado para exposição da região mentual, seguido da preparação do leito receptor com microperfurações. Após isso foi realizada a remoção de 2 blocos ósseos da região da crista ilíaca, com aproximadamente 6 cm cada. Um dos blocos foi adaptado e fixado com 2 parafusos de 16 mm na região anterior da mandíbula. O outro bloco foi segmentado e adaptado na região posterior de mandíbula bilateral, fixados com 2 parafusos cada. Em seguida realizou-se a fresagem e instalação de 4 implantes, seguido da reposição do retalho e sutura. Com isso, permitiu-se um ganho de altura e espessura óssea além da redução do tempo de tratamento. Conclui-se que a enxertia com crista ilíaca é um procedimento seguro com altas taxas de sucesso e quando oportuno, a instalação de implantes no mesmo tempo cirúrgico oferece uma redução no tempo de tratamento, menos índices de complicações advindas de infecções e um pós operatório único

Keywords

Transplante autólogo; transplante ósseo; implantação dentária.
604a178ca9539524c059b634 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections