Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a15a1a95395214825a0c4
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Perfil do aleitamento e a ocorrência de má oclusão em crianças participantes da bebê-clínica

Daniela Alvim CHRISOSTOMO, Mariella PADOVESE, Cristiane DUQUE, Robson Frederico CUNHA

Downloads: 0
Views: 27

Resumo

O papel dos tipos de aleitamento na criança na prevenção das más oclusões tem sido muito investigado. O objetivo desta pesquisa foi analisar a influência do perfil do aleitamento sobre a condição oclusal de crianças que participam de um programa odontológico educativo-preventivo. Participaram da pesquisa 400 crianças entre 27 e 48 meses de idade, divididas em dois grupos, sendo 200 que frequentam a Bebê-Clínica e 200 de escolas do município de Araçatuba. Esta pesquisa constou da coleta de informações retrospectivas sobre o tempo, o tipo e a forma de aleitamento, além dos hábitos de sucção não nutritiva, por meio de um questionário realizado com as mães. Foi realizada também uma avaliação clínica da oclusão dentária dessas crianças, utilizando o índice de má oclusão preconizado pela Organização Mundial da Saúde. Os dados foram analisados pelo teste do qui-quadrado com nível de significância de 0,05. Observou-se, em ambos os grupos, uma elevada porcentagem de mães que amamentaram seus filhos (90% Bebê- Clínica e 84,5% Escolas, sendo p>0,05); elevada porcentagem de crianças com hábitos de sucção não nutritiva (64,5% Bebê-Clínica e 57,5% Escolas, p>0,05). Um elevado índice de má oclusão dentária foi verificado (63% Bebê-Clínica e 58% Escolas, p>0,05), sendo a principal, a mordida aberta anterior. Nas crianças de ambos os grupos que receberam amamentação exclusiva até os 6 meses, foi observada menor ocorrência de má oclusão. Quando avaliada a influência da amamentação exclusiva ou não sobre a ocorrência de má oclusão, nas crianças da Bebê-Clínica a diferença não foi estatisticamente significante (p>0,05). No grupo de crianças das Escolas a diferença foi estatisticamente significante (p<0,05). Considerando os aspectos estudados nesta pesquisa, concluímos que ambos os grupos apresentaram resultados semelhantes, portanto não havendo influência da participação no programa da Bebê-Clínica.

Palavras-chave

Aleitamento materno; oclusão dentária; dentição decídua.
604a15a1a95395214825a0c4 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections