Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a1560a9539520ec23c6c2
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Impacto da higiene da prótese na satisfação, qualidade de vida e saliva de desdentados totais com estomatite: estudo clínico aleatorizado

Caroline Vieira FORTES, Camila Borba ARAÚJO, Frank Lucarini BUENO, Viviane de Cássia OLIVEIRA, Ana Paula MACEDO, Helena de Freitas Oliveira PARANHOS, Adriana Barbosa RIBEIRO, Cláudia Helena Lovato da SILVA

Downloads: 0
Views: 38

Resumo

INTRODUÇÃO: Protocolos de higiene oral e de próteses são necessários para prevenir doenças orais e sistêmicas de desdentados totais. No entanto, é intuitivo saber a opinião dos participantes frente a esses novos protocolos, precisamente quanto à satisfação, qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVSB). OBJETIVO: Avaliar o efeito dos protocolos de higiene sobre a satisfação dos participantes, QVSB, e parâmetros salivares em usuários de prótese total com estomatite relacionada à prótese (ERP). MATERIAL E MÉTODOS: Para este ensaio clínico aleatorizado controlado, 108 participantes foram designados a receber 1 de 4 protocolos de higiene paralelos: NaOCl 0,25% (controle positivo); 0,15% de Triclosan; DT-NitrAdine; ou DT2-NitrAdine mais solução de escovação de NitrAdine (PerioTabs). Os resultados foram medidos no baseline e após 10 dias. Os testes de Kruskal-Wallis e Wilcoxon foram usados para comparar a satisfação do paciente (entre grupos e tempo). Pearson Chi-Square foi usado para analisar QVSB. O pH e o fluxo salivar foram analisados pelo teste de Wilcoxon (entre os tempos). RESULTADOS: Os participantes percebem melhor a satisfação geral (P = 0,000), satisfação com a prótese maxilar (p = 0,000), conforto com a prótese maxilar (p = 0,001); e retenção da prótese maxilar (P = 0,001); melhora em 4 domínios para a QVSB após os protocolos de higiene. O pH (P = 0,341), a taxa de fluxo salivar (P não estimulado = 0,263; P estimulado = 0,102) não foram influenciados nos tempos avaliados. CONCLUSÃO: Todos os protocolos de higiene avaliados aumentaram a satisfação dos participantes quanto à satisfação geral, conforto e retenção com as próteses superiores, e melhoraram os 4 domínios da qualidade de vida, mas não afetaram o pH e a taxa de fluxo salivar da saliva não estimulada e estimulada

Palavras-chave

Estomatite sob prótese; satisfação do paciente; qualidade de vida
604a1560a9539520ec23c6c2 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections