Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a11daa953951a7b758133
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Estudo morfológico do forame mentual acessório em mandíbulas humanas de uma amostra do sudeste brasileiro

Luciane Naomi Oguma WATANABE, Alexandre Rodrigues FREIRE, Juliana HADDAD, Paulo Roberto BOTACIN, Felippe Bevilacqua PRADO, Ana Cláudia ROSSI

Downloads: 0
Views: 37

Resumo

O forame mentual é uma estrutura anatômica no corpo da mandíbula, em sua superfície lateral. Ele é utilizado como uma referência durante procedimentos odontológicos e, em alguns casos, pode ter forames adicionais denominados forames mentuais acessórios. Estes são geralmente menores e separados do forame principal por meio de um septo ósseo. Avaliou-se a incidência de forames mentuais acessórios e duplos em mandíbulas humanas de uma amostra brasileira. Foram analisadas 100 mandíbulas humanas maceradas nos seus lados direito e esquerdo (29 mandíbulas do sexo feminino e 71 do masculino), na faixa etária de 18 a 60 anos. Os forames foram avaliados quanto à morfologia do forame em septado (FMD - forame mentual duplo) ou dimensionalmente menor que o forame principal (FMA - forame mentual acessório). Todos os dados foram analisados no software GraphPAD Prism v.8 (San Diego, CA, EUA). Foi realizada estatística descritiva (em %) e o teste do qui-quadrado para comparar a incidência de cada forame entre os sexos e os lados. O valor de probabilidade ≤ 0,05 foi definido como o nível de significância. Das 71 mandíbulas do sexo masculino, a incidência foi de 16,9% para o FMA, e 22,53% para o FMD. Das 29 mandíbulas do sexo feminino, a incidência foi de 10,34% para o FMA, e 24,13% para o FMD. Verificou- se 12% do FMA no lado direito e 3% no lado esquerdo. E 11% do FMD no lada direito e 12% no lado esquerdo. O teste do qui-quadrado revelou que não houve diferença estatisticamente significante tanto para o sexo (valor de P: 0,7066) quanto para o lado (valor de P: 0,0818). Mesmo não mostrando correlação entre os sexos e os lados, a incidência de forames mentuais acessórios e duplos na amostra estudada foi considerável, e deve ser considerada dada a importância do conhecimento da anatomia destes forames durante a execução de procedimentos cirúrgicos e anestésicos em Odontologia.

Palavras-chave

Forame mentual; mandíbula; variação anatômica.
604a11daa953951a7b758133 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections