Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/604a0bbaa953950e6d7cd2c3
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

O cirurgião-dentista no diagnóstico de casos de abuso sexual infantil: revisão de literatura

Hellen Cristina de Paiva MACHADO, Luan Júlio Ruiz da SILVA, Lorena Nascimento SOUTO, Marizeli Viana de Aragão ARAÚJO

Downloads: 1
Views: 64

Resumo

Introdução: O abuso sexual infantil é um problema antropossocial, transversal a todas as classes, culturas e religiões, sendo caracterizado por qualquer ato que vise satisfação sexual do perpetuador. Objetivo: Pesquisar o papel do cirurgião dentista quanto à identificação e notificação de casos de abuso sexual infantil. Material e métodos: Foi utilizado como banco de dados a Biblioteca Virtual de Saúde, utilizando os termos: abuso sexual infantil e cirurgião dentista. Resultados: A violência contra crianças e adolescentes é um problema de saúde pública mundial. No Pará constam 1400 casos de violência sexual no primeiro semestre de 2019, a maioria em jovens. A atenção do cirurgiãodentista, em especial o odontopediatra, é de vital importância para o diagnóstico desses casos. Entre os indicadores de suspeita de abuso, o profissional deve se atentar a sinais e sintomas físicos e psicológicos como dificuldade ao sentar na cadeira odontológica, lacerações nos freios, petéqueas palatinas, marcas de mordida, equimoses de sucção e lesões relacionadas à IST ́s, raiva, medo, ansiedade, depressão, mentiras compulsivas, baixo rendimento escolar e problemas relacionados a sexualidade. Entre os motivos relatados para a não notificação estão: receio de diagnóstico incorreto, medo de confronto com os responsáveis pelo menor e descrença nos órgãos de proteção à criança. Discussão: É dever do cirurgião-dentista conhecer os sinais físicos indicadores de violência sexual, para, assim, notificar ao Conselho Tutelar ou Juizado da Infância e Juventude junto à autoridade policial e solicitar guia de encaminhamento da criança para o exame de corpo de delito. Conclusão: Há urgência em abordar a violência de forma mais abrangente e esclarecedora nas grades curriculares dos cursos de odontologia, para dar maior respaldo e orientações aos futuros profissionais.

Palavras-chave

Abuso sexual na infância; notificação do abuso; odontopediatria
604a0bbaa953950e6d7cd2c3 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections