Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/60491aeea953955d61207e74
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Ação da água ozonizada como solução de limpeza sobre a resistência de união de pinos de fibra de vidro

Gesiele de Oliveira CHRISTAN, Ana Caroline Klein MANTEUFEL, Anna Caroliny DETOGNI, Márcio José MENDONÇA, Patrícia Almeida da Silva de MACEDO, Poliana Maria de Faveri CARDOSO, Veridiana CAMILOTTI

Downloads: 0
Views: 48

Resumo

Introdução: Na odontologia existem desafios no reestabelecimento estético e funcional de dentes com tratamento endodôntico. Os pinos não metálicos são uma boa alternativa para estes casos, principalmente os pinos de fibra de vidro, mas o desalojamento do pino de fibra de vidro no canal radicular é uma desvantagem. Logo, é essencial uma resistência satisfatória de união entre o pino, agente de união e a estrutura dental. Objetivos: avaliar, in vitro, o efeito da água ozonizada como solução de limpeza e irrigadora na resistência de união de pinos de fibra de vidro. Metodologia: foram utilizadas 98 raízes bovinas n = (14), divididas aleatoriamente em 7 grupos de acordo com a solução irrigadora e de limpeza dentinária: HP/HP - hipoclorito de sódio 2,5%; AD/AD - água destilada; CHX/ CHX - clorexidina 2%; AO/AO - água ozonizada 4 ppm; HP/AD - hipoclorito de sódio 2,5% e água destilada; HP/ CHX - hipoclorito de sódio 2,5% e clorexidina 2%, e HP/AO - hipoclorito de sódio 2,5% e água ozonizada 4 ppm. Os canais radiculares foram preparados endodonticamente de acordo com as soluções irrigadoras e armazenados em água destilada. Após 7 dias, foram desobturados e limpos com as soluções de limpeza. Os pinos de fibra de vidro foram cimentados, as raízes foram seccionadas e submetidas ao teste de push-out após 7 dias. A análise do tipo de fratura foi feita e os dados obtidos foram submetidos à análise estatística. Resultados: a maior média de resistência de união push-out no terço cervical foi obtida nos grupos AO (11,67), HP (11,21) e HP/AO (9,71), mantendo esta tendência nos terços médio e apical. A AO e HP foram as soluções mais relevantes no tratamento da dentina radicular. Conclusão: Conclui-se que há influência das soluções de limpeza nos valores de resistência de união e que não há diferenças significativas ao usar soluções de irrigação distintas durante a instrumentação do conduto radicular e limpeza dentinária, com exceção da AO, HP e HP/AO.

Palavras-chave

Ozônio; hipoclorito de sódio; fibra de vidro.
60491aeea953955d61207e74 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections