Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/5dee3caa0e88251e2eb5f733
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Influência do tabaco na transformação maligna da queilite actinica

Audrey Foster Lefort ROCHA, Maria Letícia de Almeida LANÇA, Túlio Morandin FERRISSE, Jorge Esquiche LEÓN, Cláudia Maria NAVARRO

Downloads: 0
Views: 81

Resumo

A queilite actínica (QA) é causada pela exposição crônica à radiação ultravioleta (UV), afetando principalmente o lábio inferior de pessoas brancas com 50 anos ou mais, apresentando-se caracteristicamente com perda da delimitação mucocutânea. O objetivo desse estudo foi avaliar os fatores de risco associados a transformação da QA em carcinoma espinocelular (CEC). Foram avaliados 182 prontuários de pacientes com QA atendidos no Serviço de MedicinaBucal (SMB) da Faculdade de Odontologia de Araraquara – UNESP, no período de 1990 a 2018, sendo que 51 (28,02%) dos pacientes apresentaram malignização das lesões pertencendo ao grupo QA com CEC labial e 131  (71,97%) pertenciam ao grupo QA sem CEC. Testes estatísticos paramétricos e não paramétricos foram utilizados com nível de significância de 5%. No presente estudo, a maioria dos casos de QA em ambos os grupos apresentava associação estatisticamente significante comos fatores de risco para CEC, sendo fumantes 47,05% dos pacientes QA com CEC e 26,71% dos pacientes QA sem CEC. Quanto aos pacientes ex-fumantes totalizaram 33,33% QA com CEC e QA sem CEC 27,48%. Houve relação considerável dos pacientes que apresentavam displasias com o consumo de tabaco, tornando importante para o desenvolvimento de CEC de lábio. Pudemos concluir que apesar da radiação UV ser inquestionavelmente, um fator relacionado à QA e ao CEC labial, a probabilidadede malignização é maior quando esse fator esta associado ao tabaco.

Palavras-chave

Queilite; Raios ultravioleta; Carcinoma de células escamosas; Tabaco
5dee3caa0e88251e2eb5f733 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections