Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/5880193f7f8c9d0a098b5062
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Análise da persistência de resíduos de cimento resinoso em dentina após diversos protocolos de limpeza

Galoza, M. O. G.; Kuga, M. C.; Andrade, M. F.; Faria, G.; Campos, E. A.

Downloads: 1
Views: 907

Resumo

Avaliou-se a eficiência de protocolos de limpeza na persistência de resíduos de cimento resinoso endodôntico. Quarenta dentes bovinos foram seccionados, expondo a dentina da câmara pulpar, lavados com 1,0 mL de NaOCl a 2,5%, seguida pela aplicação de 0,1 mL de EDTA a 17% por 3 min e irrigados com NaOCl a 2,5%. Os espécimes foram secos e com o auxílio de um microbrush o cimento resinoso foi aplicado sobre a superfície da dentina. Após 15 min, a superfície foi limpa e umedecida com diferentes soluções de limpeza: G1- etanol a 95%, G2- etanol a 70%, G3- álcool isopropílico a 70% e G4-eucaliptol. A limpeza deu-se até que os resíduos de cimento não puderam ser visualmente detectados. As secções foram processadas e avaliadas por MEV, em 500 X de ampliação. A presença de resíduos foi classificada por escores. Score. Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste de Kruskal-Wallis (α = 0.05). Não houve diferença estatisticamente entre os grupos, exceto entre o G4 e G2 (p < 0,05). Visualmente no G4 apresentou adequada limpeza dentinária, embora não houve diferença estatística detectada entre os grupos (p > 0,05). As soluções de limpeza dentinárias avaliadas não foram capazes de remover completamente os resíduos de cimento da dentina.

Palavras-chave

Microscopia eletrônica de varredura; smear layer; endodontia.
5880193f7f8c9d0a098b5062 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections