Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/588018a57f8c9d0a098b4d51
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Ensino do sistema Access: aprendizado a distância e presencial

Education system Access: distance learning and presencial teaching

Dotta, Edivani Aparecida Vicente; Garcia, Patrícia Petromilli Nordi Sasso; Campos, Juliana Alvares Duarte Bonini

Downloads: 1
Views: 728

Resumo

o objetivo deste estudo foi comparar o aprendizado do sistema Microsoft Office Access®, por meio de educação a distância e presencial. Alunos do 4º ano de graduação em Odontologia foram divididos em dois grupos, durante três anos. O curso de educação a distância utilizou sistema Microsoft Office PowerPoint®. O presencial utilizou os mesmos módulos do curso a distância, porém apresentado por um professor. O instrumento de análise empregado, o critério e a correção foram os mesmos para os dois métodos de ensino, sendo atribuídas a cada aluno notas de 0 a 10; a nota final foi por média aritmética. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para comparação do ensino a distância e presencial nos diferentes anos. Para comparação do desempenho das diferentes turmas (2004, 2005 e 2006) no ensino a distância e no ensino presencial, utilizou-se teste de Kruskal-Wallis. Em 2004, houve diferença estatisticamente significante entre as notas dos alunos nos diferentes métodos de ensino, com melhor desempenho para o curso presencial. Em 2005, uma diferença estatística não-significante entre os dois métodos foi observada. Em 2006, houve diferença estatística significativa, destacando-se o ensino a distância. As vantagens mais relatadas do ensino a distância foram horário flexível, liberdade de aprendizado e possibilidade de revisão de conteúdo. A vantagem do curso presencial apontada foi a presença do professor para a resolução imediata de dúvidas. Assim, entende-se que apesar de a técnica de ensino a distância ter sido implementada recentemente, os alunos apresentaram familiaridade com a mesma, cabendo ao professor a liberdade de escolha da melhor forma de ensino para atingir seus objetivos.

Palavras-chave

Educação a distância, educação em Odontologia, aprendizagem.

Abstract

the purpose of this study was to compare the Microsoft Office Access® system using the distance learning and presential education. Fourth-year Dentistry students were divided into two groups, during three years. The distance learning method used the Microsoft Office PowerPoint® system. The presential teaching method used the same modules of distance learning.The criteria analysis and correction were the same for both methods. Mann-Whitney test was used to compare distance learning and presential education in the different years. Kruskal-Wallis test was used to compare the performance of the different groups in distance learning and presential teaching. In 2004, significant statistical difference was verified between the students score in the different teaching methods, standing out the presential. In 2005, no significant statistical difference was observed between the two methods. In 2006, there was significant statistical difference between teaching modalities with emphasis to the distance learning. The advantages of the distance learning were: flexible schedule, learning in freedom and possibility of revision classes. The advantage of the presential method was the teacher’s presence for immediately resolving doubts. Thus, it is understood that although the technique of distance education have been implemented recently, students had familiarity with it, and the teacher the freedom to choose the best form of education to achieve their goals.

Keywords

Education, distance, education dental, learning

References



1. Curso de Capacitação em EAD – Módulo I – Definições de EAD – PROEX. São Paulo; 2003.

2. EscolaNet. Dicionário de Terminologia de Educação a Distância [citado 2006 Out 24]. Disponível em: http:// www.escolanet.com.br/dicionario/dicionario_d.html.

3. Moore G. On a theory of independent study. In: Seward D, Keegan D, Holmberg B, editors. Distance education: international perspectives. London: Croom Helm; 1983. p. 68-9.

4. Núcleo de Educação a Distância. Centro Universitário Salesiano de São Paulo [citado 2006 Out 24]. Disponível em: http://www.nead.unisal.br/html/ead/historico. html.

5. Moran JM. O que é educação a distância [citado 2006 Out 24]. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/ moran/dist.htm.

6. Belloni M.L. Educação a distância. 2ª ed. Campinas: Autores Associados; 2001.

7. Maia C. Guia brasileiro de educação a distância. São Paulo: Editora Esfera; 2002.

8. Duarte A. Vamos estudar a distância? [citado 2006 Set 1]. Disponível em: http://www.elearningbrasil.com.br/ home/artigos/artigos.asp?id=3546.

9. Cavalcanti C. Instituições destacam as vantagens da EAD [citado 2006 Out 1]. Disponível em: http://www.elearningbrasil. com.br/home/noticias/clipping.asp?id=3447.

10. Moran JM. Para onde caminhamos na educação? [citado 2006 Out 31]. Disponível em: http://www.microsoft. com/brasil/educacao/biblioteca/artigos/nov_05.mspx.

11. Núcleo de Educação a Distância. Universidade de Caxias do Sul. Educação a distância e educação presencial [citado 2006 Out 24]. Disponível em: http://www.ucs. br/ucs/tplEad/ead/principal/eadpresencial.

12. Gonzalez M, Pohlmann Filho O, Borges KS. Digital information on traditional class and distance learning. Ci Inf. 2001;30:101-11.

13. Portaria nº 4059 [citado 2007 Jan 9]. Disponível em: http://www.ead.unifei.edu.br/legis/files/12-portarian- 4059.pdf.

14. Silva M, organizador. Educação on-line: teorias, práticas, legislação, formação corporativa. São Paulo: Loyola; 2003.

15. Fernandes A. Access 2002 para usuários do Office. Rio de Janeiro: Brasport Livros e Multimídia; 2001.

16. Madeira M.C. Reflexões sobre educação universitária [2007 Set 24]. Disponível em: www.anatomiafacial.com/ aprendendo_anatomia.htm.

17. Vasconcelos MLMC. A universidade brasileira diante de um novo perfil de aluno: o desafio da educação continuada. Educ Bras. 2005;27(55):81-93.

18. Dotta EA. Construção de programas educacionais interativos integrando a tecnologia de informática ao conhecimento do processo educativo [tese doutorado]. Araraquara: Faculdade de Ciências e Letras da UNESP; 2001.

19. Tavares VRC. O ambiente inovador da EaD como agente de mudanças e transformações das práticas pedagógicas [citado 2007 Jan 2]. Disponível em: http://www.elearningbrasil. com.br/home/artigos/artigos.asp?id=3886.

20. Terribili A. Filho Presencial ou a distância? Os dois por que não? [citado 2009 fev 01]. Disponível em: http:// www.elearningbrasil.com.br/home/artigos/artigos. asp?id=5722.

21. Tori, R. Cursos híbridos os blended learning. In: Litto FM, Formiga M, organizadores. Educação a distância – o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil;

2009. p. 121-8.
588018a57f8c9d0a098b4d51 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections