Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/5880179c7f8c9d0a098b4801
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Mercado de Trabalho: Avaliação da Relação Habitante/Cirurgião-Dentista no Estado do Paraná

Work market: Estimation of the Resident/Dentist relation from the Paraná State

Cassano, D.S.; Telles, C.C.C.; Bonan, R.F.; Freitas, E.M.; Garcia, D.F.; Garcia, P.P.N.S.; Batista, A.U.D.

Downloads: 13
Views: 881

Resumo

O perfil da Odontologia brasileira atual torna necessária, por parte do cirurgião-dentista (CD), a procura por cidades onde a proporção Habitante/CD seja favorável, associado ao nível socioeconômico da área, observando características favoráveis à instalação desses profissionais. Diante desse fato, este trabalho tem por objetivo analisar a relação Habitante/CD e Habitante/Especialista nos diferentes municípios do Estado do Paraná, além de avaliar a distribuição das entidades da área odontológica nos diferentes municípios, no ano 2000. Para este estudo, foram utilizados cadastros do CFO (Conselho Federal de Odontologia) referentes ao CRO (Conselho Regional de Odontologia) do Paraná e dados do IBGE, além de informações presentes em sites sobre o Estado. Mediante metodologia aplicada, pôde-se concluir que o Paraná é um Estado atrativo para o mercado odontológico; a maioria dos CDs é clínica geral; o município mais promissor é São José dos Pinhais; os municípios com menor relação Habitante/CD são os mais populosos e conhecidos no Estado (Curitiba, Londrina e Maringá); a elevada relação Habitante/CD nem sempre indica que a área seja propícia para a instalação do CD, pois áreas com essa característica, na maioria dos casos, são de economia agrária e infra-estrutura precária; 81% dos municípios apresentam relação Habitante/CD superior a 1/1.500.

Palavras-chave

odontologia, odontólogos

Abstract

Considering the actual situation of Brazilian Dentistry, it is natural that the clinicians search for cities with a favor able Resident/Dentist relation, associated with the social and economic background, and other favorable characteristics to professional actuation. The aim of this work is to evaluate the Resident/Dentist and Resident/Specialist relation in several municipal districts of the Paraná State; and also evaluate the distribution of odontologic related entities in those districts, in 2000. To accomplish this data from the Federal Council of Dentistry (CFO) and Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) were utilized; associated with information about the State supplied by Internet sites. We concluded that the Paraná State is an attractive place for the dentists actuation; most of the dentists are general clinicians; the most promising municipal district is São José dos Pinhais; the most known and populous municipal districts of the State (Curitiba, Londrina and Maringá) are also the ones who present the least Resident/Dentist relation; a high Resident/Dentist relation is not always a good indicative that the area is favor able to the dentist actuation, because this areas, in most cases have an agrarian economy and unfavorable infrastructure; 81% of the municipal districts present a Resident/Dentist relation higher than 1/1.500.

Keywords

Dentistry, dentists

References



1. CARVALHO, D. R., CARVALHO, A. C. P., SAMPAIO, H. Moti va ções e expec ta ti vas para o curso e para o exer cí cio da Odon to lo gia. Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent. (São Paulo), v.51, n.4, p.345-9, jul.-ago. 1997.

2. CAUDURO NETO, R. Diag nós tico situ a ci o nal do mer cado de tra ba lho odon - tológico no Brasil. RGO (Porto Ale gre), v.28, n.3, p.150-5, jul.-set. 1980.

3. CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Rela tó rio dis po ní vel ao CRO – Paraná. Dis tri bu i ção dos espe ci a lis tas na área de Odon to lo gia pelos muni - cí pios do estado. Bra sí lia: CFO, 2001.

4. CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA. Rela tó rio dis po ní vel ao CRO – Paraná. Dis tri bu i ção dos pro fis si o nais e enti da des da área odon to ló gica pelos muni cí pios do estado. Bra sí lia: CFO, 2001.

5. COSTA, B. et al. Do ensino à prá tica odon to ló gica: um levan ta mento da rea - li dade na grande São Paulo. Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent. (São Paulo), v.46, n.3, p.821-4, jul.-ago. 1992.

6. COSTA, I. C. C., MARCELINO, G., SALIBA, N. A. Pers pec ti vas de um grupo de alu nos de odon to lo gia sobre a pro fis são no ter ce iro milê nio. Rev. ABOPREV (Rio de Jane iro), v.2, n.1, p.39-45, jul.-ago. 1999.

7. FERREIRA, R. A. O “mila gre” da mul ti pli ca ção dos cur sos. Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent. (São Paulo), v.51, n.4, p.310-8, jul.-ago. 1997.

8. GARCIA, P. P. N. S. et al. Carac te rís ti cas do mer cado de tra ba lho das prin ci - pais cida des de Santa Cata rina de acordo com a pro por ção habi tante /cirur - gião-dentista. Odonto 2000 – Odon tologia do Século XXI, (Araraquara), v.1, n.2, p.28-31, mar.-abr. 1997.

9. GARCIA, P. P. N. S. et al. Pro jeto de vida pro fis si o nal. JAO – Jor nal Asses so - ria e Pres tação de Serviços ao Odon tologista (Curitiba), v.3, n.19, p.20-2, mar.-abr. 2000.

10. IBGE. Censo Demo grá fico 2000. Resul ta dos do Uni verso. Dis po ní vel na Inter - net. Acesso em: 18 nov. 2001.

11. IBGE. Con ta gem da popu la ção 1996. Paraná. Popu la ção resi dente, por sexo e popu la ção cedida, segundo código e o muni cí pio. Dis po ní vel na Inter net. . Acesso em: 18 nov. 2001.

12. SINOG. Informe SINOG. Informa ções Institu cionais. Odon tologia no Brasil. Dis po ní vel na Inter net. Acesso em: 7 nov. 2001.
5880179c7f8c9d0a098b4801 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections