Revista de Odontologia da UNESP
https://revodontolunesp.com.br/article/588017637f8c9d0a098b46d6
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Ensaio de drogas mioativas no duodeno e no íleo terminal da preá - Cavia aperea aperea - ERXLEBEN - 1777 (rodentia)

Active muscle drugs in duoden and in terminal ileum of prea Cavia aperea aperea

Oliveira e Silva, J.R.

Downloads: 0
Views: 766

Resumo

Em doze preás (Cavia aperea aperea) provenientes da zona rural do município de São José dos Campos, alimentadas exclusivamente com o capim utilizado na alimentação do gado vacum nesta região do Vale do Paraíba (tipo Imperial, Anapiê e Braquiara), testou-se no duodeno e no íleo terminal destes roedores, usando-se a técnica de perfusão do órgão isolado, drogas mioativas. Os animais utilizados nas experiências, no momento da sua utilização, encontravam-se em jejum de 8 horas, de 24 horas ou com alimentação ad libitum. Em três preás, 15 dias antes da experimentação foi feita prévia sensíbilização, utilizando como antígeno a albumina.

Palavras-chave

Roedores, drogas, íleo

Abstract

ln twelve cavies (Cavia aperea aperea), praceeding fram the rural zone of São José dos Campos Municipal District, fed exclusively with the grass used in cattle alimentation from this region of the Paraíba Valley (Imperial, Anapiê, and Braquiara type), in duoden and in terminal ileum of them, using the isola te organ perfusion technique. active muscle drugs had been tested. The experimental animals used at the moment they were being used, were in a 8-hours, 24-hours fasting or with, ad libitum alimentation. ln three cavies, 15 days before the beginning of the experiment, using albumin as an antigen, a previous sensibilization was done.

Keywords

Rodentia, drugs, ileum

References



1. BULBRING, E., CREMA, A, SAXBY, O. B. A method for recording peristalsis in isolated intestine. Br. J. Pharmacol., v. 13, p. 440, 1958.

2. CASTLE, W. E., WRIGHT, S. Studies of inheritance in Guinea pigs and rats. Carnegie Inst. Washington Publ., v. 241, p. 192-3, 1916.

3. CASTRO, A F. P., SANTA ROSA, C. A, TROISE, C. Preás (Cavia aperea aperea, Linch) Rodentia - Cavidae - como reservatório de leptospira em São Paulo. Arq. Inst. Riol., v. 28, p. 219-22, 1961.

4. CAVALCANTI et alo Cromatografia sobre papel de aminoácidos das proteínas da musculatura uterina (Cavia aperea aperea -Rodentia) em biotério, utilizando ração balanceada. Análise de curvas ponderais. An. Fac. Med. Univ. Recife, V. 19, n. 2, p. 297-301. 1959.

5. DELLIAS, P. M., OUVEIRA e SILVA, J. R Reprodução de preás (Cavia aperea aperea Rodentia) em biotério, utilizando ração balanceada. Análise de curvas ponderais - Rev. Fac. Odont. São José dos Campos, V. 3, n. 2, p. 113-8, 1974.

6. DELLIAS, P. M., OUVEIRA e SILVA. J. R Ensaio de drogas mioativas no íleo termínal da preá - Cavia (Rodentia) - Erxleben, 1777. Rev. Fac. Odonto1. São José dos Campos, v. 4,n. 2,p. 67-72,1975.

7. GOELDI, E. A. Os mamíferos do Brasil. Rio de Janeiro: Liv. Clássica de Alves, 1893.

8. MacMILLAN, W. H., VANE, J. R The effects ofhistamine on the plasma potassium. Leveis of cats. J. Pharmaco1. Exp. Ther., V. 118, p. 182-92, 1956.

9. MATTOS, J. História Natural. Porto: Liv. Universal Magalhães e Monz Ed., 1880, V. 2, p. 56-61.

10. MELLO, J. B., DELLIAS, P. M., OUVEIRA e SILVA. J. R Dados hematológicos da Cavia aperea aperea (Rodentia) - Erxleben, 1777. Rev. Fac. Odonto1. São José dos Campos, v. 3, p. 15-8, 1974.

11. MIRANDA, R. N. et alo Adaptação de um roedor silvestre (Cavidae) para experimentação em leprologia. Pub1. Cent. Estud. Lepral. V. 7, p. 8-9, 1967.

12. MOOJEN, J. Os roedores do Brasil. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1952. p. 121-3.

13. OUVEIRA e SILVA. J. R, DELLIAS, P. M. Contribuição para o conhecimento da biologia da preá (Cavia aperea aperea). Cienc. Cult. v. 21, p. 75-6, 1969.

14. OLIVEIRA e SILVA. J. R, DELLIAS, P. M. Ensaio de drogas no íleo terminal da preáCavia (Rodentia) - Erxleben, 1777. Rev. Fac. Odontol. São José dos Campos, V. 4, p. 67-72, 1975.

15. OLIVEIRA e SILVA, J. R Toxicidade da N (Pirrolidino-metil) tetraciclina para a preá Cavia aperea aperea (Rodentia) Erxleben - 1777 - Nota Prévia - Rev. Fac. Odontol. São José dos Campos, v. 5, p. 121-2, 1976.

16. OUVEIRA e SILVA, J. R Efeitos da N (Pirrolidino-metil) tetraciclina sobre () germe dentário do incisivo superior e sobre o sangue da preá (Cavia aperea aperea), Erxleben, 1777 (Rodentia). Rev. Fac. Odontol. São José dos Campos, V. 15116, p. 115-22, 1986/87.

17. PATON, W. D. M., VANE, J. R An analysis of the responses of the isolated stomach to electrical stimulation and to drugs. J. Physiol. (Lond), V. 165, p. 10-46, 1963.

18. SOUTO, A. B., Von UBISCH, G. Comportamento da cobaia (Cavia porcellus, L) e do preá (Cavia rufescens, Lund) em relação aos antígenos tetânicos. Mem. Inst. Butantã, v. 12, p. 313-48, 1938.

19. Von UBISCH, G., AMARAL, J. P. Diferença de capacidade de imunização da cobaia (Cavia porcellus, L) e do preá (Cavia rufescens, Lund) contra aanatoxina diftérica. Mem. Inst. Butantã, V. 10, p. 179-89, 1935.
588017637f8c9d0a098b46d6 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections