Revista de Odontologia da UNESP
http://revodontolunesp.com.br/journal/rou/article/588018d87f8c9d0a098b4e51
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

Influência da clorexidina na capacidade de umectabilidade da dentina por um sistema adesivo

Delgado, C.C.; Ricci, H.A.; Scheffel, D.L.S.; Costa, CAS; Hebling, J.

Downloads: 0
Views: 296

Resumo

O íntimo contato entre adesivo e substrato é condição indispensável para a adesão. A capacidade de molhamento e a extensão na qual o adesivo penetra na dentina apresenta um papel importante na qualidade da interface adesiva. Desta forma, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da CLX na umectabilidade da dentina hígida (DH) e afetada por cárie (DAC) por um adesivo convencional simplificado. Foram selecionados 60 molares hígidos, dos quais 30 foram artificialmente cariados. Cada substrato, DH e DAC, foi dividido em 3 grupos (n = 10): com smear layer (SL), sem SL impregnada com água e sem SL impregnada com CLX. Sobre a dentina condicionada, foram aplicados 20 mL de água destilada ou digluconato de CLX a 2% por 60 segundos. Em seguida, uma gota do Single Bond 2 foi depositada sobre a dentina. Ângulos de contato entre a dentina e o adesivo foram mensurados e os dados submetidos aos testes de ANOVA e Tukey (a = 0,05). Maiores ângulos foram obtidos na DH em comparação a DAC (p < 0,05), independente do tratamento da superfície. Para ambas, DH e DAC, ângulos estatisticamente superiores foram obtidos na dentina coberta com SL (p < 0,05) e nenhuma diferença foi observada entre a dentina condicionada impregnada por água ou por CLX (p > 0,05). Concluiu-se que a umectabilidade da DAC foi maior do que a da DH e que a mesma não foi influenciada pela CLX. 

Palavras-chave

Dentina; clorexidina; umectabilidade.
588018d87f8c9d0a098b4e51 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections