Revista de Odontologia da UNESP
ISSN 1807-2577 (Eletrônico)
Artigo Original

Percepção discente sobre a influência de estágio extramuro na formação acadêmica odontológica

Student perceptions about the influence of internship extramural in academic dentistry

Santos, Karina Tonini dos; Ferreira, Lorena; Batista, Rony de Jesus; Bitencourt, Cassia Teresa F.; Araújo, Ricardo Pretti; Carvalho, Raquel Baroni de

Resumo

Introdução: Os estágios extramuros buscam a integração do ensino teórico com a vivência prática como uma forma de aprendizagem, permitindo ao estudante conhecer a organização, o planejamento e a gestão dos serviços de saúde da região. Objetivo: Verificar, sob a ótica dos acadêmicos de Odontologia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), a influência que as atividades extramuros do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PETSaúde) exercem em sua formação acadêmica. Metodologia: Estudo exploratório descritivo, com universo amostral de acadêmicos de Odontologia da UFES integrantes e ex-integrantes do PET-Saúde. Os dados foram coletados por meio de questionários semiestruturados e autoaplicados. Na análise quantitativa dos dados, foi utilizado o programa Epinfo 3.5.1. Na análise das respostas abertas, utilizou-se a técnica de análise de categorias, proposta por Bardin. Resultado: Dos 33 estagiários e ex-estagiários, 25 participaram do estudo. Destes, 23 consideraram entre bom e ótimo o grau de contribuição do PET-Saúde em sua formação acadêmica. Dentre as contribuições do estágio, foram relatadas: a vivência no SUS/funcionamento do SUS/ESF; o conhecimento da realidade da comunidade; a integração/vivência multiprofissional; o aprendizado clínico, e a realização de procedimentos não realizados na faculdade. Conclusão: Os acadêmicos compartilham o pensamento de que o estágio contribuiu para que eles tivessem uma formação em saúde mais humanista, integral, crítica e reflexiva, como preconizam as diretrizes curriculares.

Palavras-chave

Educação em odontologia, sistema único de Saúde, estudantes de odontologia

Abstract

Introduction: Internships extramural seek the integration of the theoretical with the practical experience as a way of learning, allowing students to learn about the organization, planning and management of health services in the region. Objective: Investigate, from the perspective of Dental students Federal University of Espírito Santo (UFES), the influence that the extramural activities of the Labor Education Program for Health (Health-PET) had in their academic exercise. Methodology: Descriptive exploratory study. The research subjects were all UFES Dental students members and former members of PET-Health. Data were collected through semi-structured questionnaires and self-applied. In quantitative data analysis, it was used Epi Info 3.5.1 program. In the analysis of open answers, it was used Bardin´s technique to analyze the categories. Result: Of the 33 trainees and former trainees, 25 participated in the study. Of these, 23 said between good and excellent degree of contribution of PETHealth in their academic training. Among the contributions, it was reported the chance to learn SUS experience; SUS operation; family health strategy; community reality; integration; multi professional learning and chance to perform dental clinical procedures not performed before in Dental School. Conclusion: Dental students share the thought that the program offered more humanistic health training, including comprehensive, critical and reflective posture, as recommended by the Brazilian Dental curricular guidelines.

Keywords

Education dental, unified health system, students dental

Referências

 


1. Morita MC, Kriger L. Mudanças nos cursos de odontologia e a interação com o SUS. Rev ABENO. 2004;4(1):17-21.

2. Buffon M, Carvalho DS, Daniel E, Slomp Junior H, Pechark GD. Contribuição do PET-Saúde para a área de odontologia da UFPR na consolidação das Diretrizes Curriculares Nacionais e do SUS, nos municípios de Curitiba e Colombo-PR. Rev ABENO. 2011;11(1):9-15.

3. Brasil. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Odontologia. Resolução CNE/CES 3/2002. Diário Oficial da União. 2002 março 4; Seção 1, p. 10.

4. Segura MEC, Soares MS, Jorge WA. Programas extramuros nas instituições de ensino de odontologia na América Latina e nos Estados Unidos da América: contribuição ao estudo. Educ Med Salud. 1995;29(2):218-27.

5. Brasil. Ministério da Educação. Ministério da Saúde. Portaria Interministerial nº 1.802, de 26 de agosto de 2008. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - PET - Saúde. Diário Oficial da União. 2008 jan. 14; Seção 1. p. 37.

6. Gonçalves CM, Santos KT, Carvalho RB. O PET-Saúde como instrumento de reorientação do ensino em Odontologia: a experiência da Universidade Federal do Espírito Santo. Rev ABENO. 2011;11(2):27-3.

7. Saliba NA, Moimaz SAS, Vilela RM, Blanco MB. Mulher na odontologia: uma análise quantitativa. Rev Bras Odontol. 2002 nov/dez;59(6):400-2.

8. Baldissera RS, Grecca FS, Santos RB. Participação das mulheres na graduação da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Rev Fac Odontol Porto Alegre. 2010 jan/abr;51(1):27-30.

9. Oliveira ML, Coelho TC. A percepção de acadêmicos de odontologia sobre o PET-Saúde UFMS/SESAU, Campo Grande/MS, 2009. Rev ABENO. 2011;11(1):76-80.

10. Fonsêca GS, Rodrigues AAAO. O Programa de Educação pelo Trabalho para Saúde (PET-Saúde) como indutor de inovações pedagógicas: a experiência do curso de Odontologia da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia. Rev ABENO. 2011;11(2):19-6.

11. Moimaz SAS, Saliba NA, Garbin CAS, Zina LG, Furtado JF, Amorim JA. Serviço extramuro odontológico: impacto na formação profissional. Pesq Bras Odontoped Clín Integr. 2004;(1):53-7.

12. Morais FRR, Jales GML, Silva MJC, Fernandes SF. A importância do pet-saúde para a formação acadêmica do enfermeiro. Trab Educ Saúde. 2012 nov;10(3):541-51. http://dx.doi.org/10.1590/S1981-77462012000300011

13. Freitas SFT, Calvo MCM, Lacerda JT. Saúde coletiva e novas diretrizes curriculares em odontologia: uma proposta para graduação. Trab Educ Saúde. 2010 jul/out;10(2):223-34. http://dx.doi.org/10.1590/S1981-77462012000200003

14. Oliveira Sobrinho TA, Medeiros CPP, Maia MR, Reis TC, Miranda LP, Costa PF. Integração Acadêmica E Multiprofissional no Pet-Saúde: experiências e desafios. Rev ABENO. 2011;11(1):39-2.

15. Caldas JB, Lopes ACS, Mendonça RD, Figueiredo A, Lonts JGA, Ferreira EF, et al. A Percepção de alunos quanto ao Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - PET-Saúde. Rev Bras Educ Méd. 2012;36(2):33-1. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022012000300006

16. Gabriel M, Tanaka EE. Formação profissional em odontologia: percepção discente da interação curricular. Rev ABENO. 2011;11(1):19-2.

17. Toassi RFC, Baumgarten A, Warmling CM, Rossoni E, Rosa AR, Slavutzky SMB. O ensino nos serviços de atenção primária do sistema único de saúde (SUS) na formação de profissionais de saúde no Brasil. Interface Comum. Saúde Educ. 2013;17(45):385-92.

18. Moimaz SAS, Saliba NA, Garbin CAS, Zina LG. Atividades extramuros na ótica de egressos do curso de graduação em odontologia. Rev ABENO. 2008;8(1):23-9.

 

5880195e7f8c9d0a098b50fb rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections