Revista de Odontologia da UNESP
http://revodontolunesp.com.br/article/doi/10.1590/1807-2577.11617
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Análise lexical do Código de Ética Odontológica

Lexical analysis of the Code of Dental Ethics

Cléa Adas Saliba GARBIN; Marcelo Augusto AMARAL; Artênio José Ísper GARBIN; Tânia Adas SALIBA

Resumo

Resumo: Introdução: O Código de Ética Odontológica (CEO), Resolução CFO-118 de maio de 2012, é um documento que preconiza a atuação ética dos profissionais registrados no Conselho Federal de Odontologia, com a intenção de orientação, reflexão e normatização do exercício profissional.

Objetivo: Analisar o conteúdo do CEO vigente, de forma a identificar aspectos relevantes abordados neste documento.

Material e método: Realizou-se uma pesquisa documental, descritiva, do CEO de 2012. Os conteúdos textuais dos artigos, parágrafos e incisos da Resolução CFO-118/2012 foram processados pelo software IRAMUTEQ e analisados pelas técnicas lexicográficas de Classificação Hierárquica Descendente (CHD), Análise de Similitude e Nuvem de Palavras.

Resultado: Na análise quantiqualitativa do corpus textual, foram observadas 5.340 palavras, com média de 89,0 palavras por artigo do CEO. Do total, foram encontradas 1.417 palavras distintas e 1.073 destas, que apresentaram média superior a 3,1 ocorrências por artigo, foram incluídas pelo software na CHD. Esta classificação resultou em seis classes: “Equipe de Saúde”, “Relacionamento Profissional-Paciente”, “Vedações”, “Publicidade e Propaganda”, “Conjunto Normativo” e “Prestação de Serviços”, sendo esta última a mais prevalente (20,1%) e caracterizada pelas palavras: tratamento (χ2=35,6), custo (χ2 =16,5) e trabalho (χ2=16,1). A partir das seis classes, foram identificados três grandes ramos: profissional (29,2%), assistencial (39,3%) e publicidade e propaganda (31,5%).

Conclusão: A análise léxica demonstrou valorização da prestação de serviços, priorização do ramo assistencial da profissão e de virtudes relacionadas ao profissional, segundo análise do CEO de 2012.

Palavras-chave

Análise qualitativa, códigos de ética, ética odontológica

Abstract

Abstract: Introduction: The Code of Dental Ethics (CDE), Resolution CFO-118 of May 2012, is a document that advocates the ethical performance of professionals registered in the Federal Council of Dentistry with the intention of orientation, reflection and standardization of professional practice.

Objective: To analyze the content of the current CEO in order to identify relevant aspects addressed in this document.

Material and method: A documentary research, descriptive of the 2012 CDE was carried out. The textual contents of the articles, paragraphs and subsections of CFO-118/2012 Resolution were processed by the IRAMUTEQ software and analyzed by Descending Hierarchical Classification (CHD), Similitude Analysis and Word Cloud.

Result: In the quanti-qualitative analysis of the textual corpus, 5,340 word were observed, with a mean of 89.0 words per CEO article. Of the total, 1,417 distinct words were found and 1,073 of these, which presented an average of more than 3.1 occurrences per article, were included by the software in CHD. This classification resulted in six classes: “Health Team”, “Professional-Patient Relationship”, “Fences”, “Advertising and Marketing”, “Normative Set” and “Services”, the latter being the most prevalent (20, 1%), and characterized by the words: treatment (χ2 = 35.6), cost (χ2 = 16.5) and work (χ2 = 16.1). From the six classes, three major branches were identified: professional (29.2%), care (39.3%) and advertising and marketing (31.5%).

Conclusion: The lexical analysis demonstrated the valorization of the service rendering, the prioritization of the profession care sector and the virtues related to the professional according to analysis of the CDE of 2012.
 

Keywords

Qualitative analysis, codes of ethics, ethics dental

References

Finkler M, Caetano JC, Ramos FRS. A dimensão ética da formação em saúde: estudo de caso com cursos de graduação em Odontologia. Cien Saude Colet. 2006;16(11):4481-92. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011001200021.

Lopes-Júnior C, Silva RHA, Sales-Peres A. Comparação entre Códigos de Ética da Odontologia ibero-americanos, ibéricos e o brasileiro. Rev Odontol UNESP. 2009;38(5):267-72.

Alves FJS, Lisboa NP, Weffort EFJ, Antunes MTP. Um estudo empírico sobre a importância do código de ética profissional para o contabilista. Rev Contab Finanç. 2007;18:58-68.

Limentani AE. The role of ethical principles in health care and the implications for ethical codes. J Med Ethics. 1999 Oct;25(5):394-8.

Pyrrho M, Prado MM, Cordón J, Garrafa V. Análise bioética do Código de Ética Odontológica brasileiro. Cien Saude Colet. 2009 Dez;14(5):1911-8. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232009000500033.

Soares FJP, Shimizu HE, Garrafa V. Código de ética médica brasileño: límites deontológicos y bioéticos. Rev Bioet. 2017;25(2):244-54. http://dx.doi.org/10.1590/1983-80422017252184.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO nº 118, de 11 de maio de 2012. Revoga o Código de Ética Odontológica aprovado pela Resolução CFO 42/2003 e aprova outro em substituição. Diário Oficial da União. Brasília, 14 junho 2012; Seção 1, nº 114. p. 118.

Ratinaud P. Iramuteq: interface de R pour lês analyses multidimensionnelles de textes et de questionnaires [Internet]. 2009 [citado 2017 Out 15]. Disponível em: http://www.iramuteq.org/

Lebart L, Salem A. Statistique textuelle. Paris: DUNOP; 1994.

Reinert M. Alceste une méthodologie d’analyse des donnés textuelles et une application: Aurelia de Gerard de Nerval. Bull Methodol Sociol. 1990 Mar;26(1):24-54.

Nascimento-Schulze CM, Camargo EV. Psicologia social, representações sociais e métodos. Temas Psicol. 2000 Dez;8(3):287-99.

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2011.

Marchand P, Ratinaud P. Actes des lleme Journées Internationales d’Analyse Statistique des Données Textuelles. Liége: JADT; 2012.

Camargo BV, Justo AM. IRAMUTEQ: um software gratuito para análise de dados textuais. Temas Psicol. 2013;21(2):513-8. http://dx.doi.org/10.9788/TP2013.2-16.

Vergés P, Bouriche B. L’analyse des données par les graphes de similitude. Auxerre: Sciences Humaines; 2001.

Foucault M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola; 2015.

Habermas J. Direito e democracia: entre a facticidade e a validade. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; 1997.

Andrade EO Jr, Andrade EO. Lexical analysis of the Code of Medical Ethics of the Federal Council of Medicine. Rev Assoc Med Bras. 2016 Apr;62(2):123-30. http://dx.doi.org/10.1590/1806-9282.62.02.123.

Beauchamp T, Childress J. Principles of biomedical ethics. 5th ed. New York: Oxford University Press; 2001.

Marin F, Rebello M, Mello ALSF, Finkler M. Ética e bioética como temas de pesquisa em odontologia: uma análise bibliométrica dos trabalhos apresentados nas reuniões da SBPqO. Rev ABENO. 2016;16(4):51-60.

Garbin CAS, Garbin AJI, Dossi AP, Macedo L, Macedo V. O tratamento odontológico: informações transmitidas aos pacientes e motivos de insatisfação. Rev Odontol UNESP. 2008;37(2):177-81.

Santos CP, Nogueira TH, Marson FC, Silva CO, Lolli MCGS, Lolli LF. Ética odontológica contemporânea – uma análise das contribuições do novo código deontológico da profissão. Braz J Surg Clin Res. 2014 Set-Nov;8(2):24-30.

Moura LKB, Marcaccini AM, Matos FTC, Sousa AFL, Nascimento GC, Moura MEB. Integrative review on oral cancer. J Res: Fundam Care Online. 2014 Dec.;6(5):164-75. http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2014.v6i5.164-175.
 

5af091500e88258c73e461c1 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections