Revista de Odontologia da UNESP
http://revodontolunesp.com.br/article/588019b77f8c9d0a098b52d6
Revista de Odontologia da UNESP
Congress Abstract

O tempo de aplicação e a concentração do gel clareador influenciam os danos causados à polpa dentária de ratos Wistar ap

Carminatti, M.; Benetti, F.; Ferreira, L.L.; Briso, A.L.F.; Gomes-Filho, J.E.; Cintra, L. T. A.

Downloads: 1
Views: 307

Resumo

Quanto maior a concentração e o tempo de exposição do tecido dentário ao gel clareador, maior será a liberação de espécies reativas de oxigênio e melhor será o efeito estético. Este estudo verificou a influência do tempo de aplicação e da concentração do gel clareador sobre a polpa dentária de ratos Wistar. 50 ratos machos foram divididos em 10 grupos: grupos 1 a 5 foram tratados com H2O2 a 35% por 5’, 10’, 15’, 30’ e 45’, assim como os grupos de 6 a 10, com H2O2 a 20%. Após 2 e 30 dias os animais foram mortos e as maxilas processadas. O tecido pulpar foi divido em terços e atribuiu-se escores para inflamação: 1-ausência de células inflamatórias ou número desprezível; 2-infiltrado inflamatório discreto (menos de 25 células por campo); 3-infiltrado inflamatório moderado (entre 25 e 125 células por campo); 4-infiltrado inflamatório severo (mais que 125 células por campo). Os resultados foram submetidos à analise estatística pelo teste de Kruskall-Wallis/Dunn (p<0,05). Aos 2 dias observou-se aumento do infiltrado inflamatório a medida que se aumentou a concentração e o tempo de aplicação do gel clareador, chegando à áreas de necrose nos grupos de maior concentração e tempo. Aos 30 dias, os danos causados ao tecido pulpar foram reparados, porém houve uma redução percentual da área da câmara pulpar ocupada por dentina reacionária.

Palavras-chave

Clareamento dental, peróxido de hidrogênio, polpa dentária.
588019b77f8c9d0a098b52d6 rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections