Revista de Odontologia da UNESP
ISSN 1807-2577 (Eletrônico)
Resumo de Congresso

Análise da morfologia e da viabilidade de células L929 expostas a extratos de duas resinas para base de prótese

Sardella, J. C.; Machado, A. L.; Chaves, C. A. L.; Vergani, C. E.; de Souza Costa, C. A.

Resumo

Introdução: A polimerização de resinas acrílicas para base de próteses pode ser realizada de diversas formas. Porém, sabe-se que a conversão de monômeros em polímeros não é completa, o que faz com que monômeros residuais sejam liberados para o meio bucal. Objetivo: Avaliar a citotoxicidade de uma resina acrílica (RA) polimerizada com energia de micro-ondas (Vipi Wave - VP) e outra fotoativada (Eclipse - E) em cultura de células. Métodos: Corpos de prova (10X1mm) foram confeccionados e imersos em meio de cultura por 24hs para obtenção dos extratos, os quais foram aplicados por 24hs sobre células L929 em cultura. O metabolismo celular foi avaliado através do teste de MTT e a morfologia celular analisada em MEV. Meio de cultura puro aplicado sobre as células foi usado como controle. Os valores de absorbância (MTT) foram estatisticamente analisados utilizando-se ANOVA para um fator (p < 0,05). Resultados: Não houve diferença significativa (p = 0,421) entre as médias de absorbância obtidas (controle - 0,6119; VW - 0,6938; E - 0,6574). Para todos os grupos, foi observado grande número de fibroblastos, com morfologia normal, recobrindo o substrato de vidro (forma alongada com delgados prolongamentos citoplasmáticos). Conclusão: Os extratos de 24hs, obtidos a partir das RAs Vipi Wave e Eclipse, não foram citotóxicos para as células L929.

Palavras-chave

Citotoxicidade imunológica; prótese parcial removível; polimerização.
588019407f8c9d0a098b506b rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections