Revista de Odontologia da UNESP
ISSN 1807-2577 (Eletrônico)
Resumo de Congresso

Efeito do estresse crônico variado na capacidade metabólica do músculo pterigóideo medial em ratos com alteração oclusal

Fernández, R. A. R.; Leite Panissi, C. R.; Pereira, Y. C. L.; Iyomasa, D. M.; Calzzani, R. A. J.; Iyomasa, M. M.

Resumo

O músculo pterigóideo medial (PM) tem sido pouco estudado em condições de alterações oclusais e não tem sido estudado sob o estresse. O objetivo foi avaliar por reação succinato deshidrogenase (SDH) o efeito do estresse crônico variado na capacidade metabólica do músculo PM de ratos, expostos ou não à exodontia unilateral. Ratos machos Wistar (n = 20) foram distribuídos em 2 grupos: Grupo Sem Maloclusão (GS:10) e Grupo Maloclusão (GM:10) induzida pela exodontia unilateral dos molares superiores esquerdos. Animais (n = 5) de cada grupo foram submetidos ao protocolo de estresse crônico variado (GI). O músculo coletado e cortado no criostato a –20o C, após a reação com SDH revelou fibras: escuras, intermediárias e claras. A maloclusão diminuiu o número de fibras escuras no grupo sem estresse (GII) (16,5 ± 0,98/9,45 ± 0,68) e no grupo estressado (GI) (14,48 ± 1,19/5,36 ± 0,80). A presença da maloclusão não aumentou a quantidade de fibras claras no grupo (GII) de animais com e sem maloclusão (41,6 ± 1,82/ 47,2 ± 1,96). Na presença do estresse (GI), aumentou a quantidade de fibras claras nos animais que tiveram maloclusão (44,392 ± 0,89/ 54,08 ± 2,67). Conclui-se que a maloclusão por hipofunção mastigatória diminui a capacidade metabólica, no entanto neste modelo o estresse crônico variado associado à maloclusão não influenciou nessa atividade.

Palavras-chave

Estresse; metabolismo; músculo.
588019387f8c9d0a098b503c rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections