Revista de Odontologia da UNESP
http://revodontolunesp.com.br/article/588018937f8c9d0a098b4cee
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Prescrição medicamentosa em odontopediatria

Drugs prescription in pediatric dentistry

Pereira, A.C.; Silveira, Vanessa Ávila Sarmento; Rosa, L.E.B.; Rocha, R.F.

Downloads: 63
Views: 1295

Resumo

A inadequada prescrição de medicamentos na clínica odontológica pediátrica deve-se, principalmente, ao escasso conhecimento dos cirurgiões-dentistas a respeito da farmacologia e da terapêutica. A falta de informação adequada do cirurgião-dentista acerca de indicação, formas de administração, posologia e efeitos adversos dos medicamentos em crianças pode, muitas vezes, excluí-las dos benefícios de certos fármacos que são reconhecidamente úteis em pacientes adultos. Este estudo tem como objetivo revisar a literatura, abordando de maneira simples, a farmacodinâmica e a farmacocinética dos principais medicamentos utilizados na Odontopediatria, além de orientar o cirurgião-dentista acerca de como obter sucesso no tratamento farmacológico. Concluiu-se que, para se obter tal sucesso, a responsabilidade com o esquema terapêutico deve envolver cirurgião-dentista, pais e criança.

Palavras-chave

Preparações farmacêuticas, prescrição de medicamentos, odontopediatria

Abstract

The inadequate drugs prescription in the daily pediatric dentistry clinic is normally close related to the dentists deficiency concerning to the pharmacological and therapeutical basic mechanisms. The lack of a correct information about drugs indications, ways of administrations, dosages and side effects in pediatric group leads to exclude them of the real benefits of those medicines admittedly useful in adults patients. The aim of this paper was to review the literature, elucidating, in a simple manner, the pharmacodynamical and the pharmacokinetic basis of the main pediatric medicines, besides of guiding the dentist to achieved a safely pharmacological success during the routine treatments. It was concluded that, in order to obtain high-quality results, not only the dentist, but also parents and children must be involved in the treatment.

Keywords

Pharmaceutical preparations, Drugs prescription, Pediatric Dentistry

References



1. Castilho LS, Paixão HH, Perini E. Prescrição de medicamentos de uso sistêmico por cirurgiões-dentistas, clínicos gerais. Rev Saúde Pública. 1999;33:287-94.

2. Battellino LJ, Bennun FR. Nível de información y conduta farmacoterapéutica de los odontológos, 1990. Rev Saúde Pública. 1993;27:291-9.

3. Koren G. Aspectos especiais da farmacologia perinatal e pediátrica. In: Katzung BG, Farmacologia básica & clínica. 8a ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2003. p. 889-98.

4. Sano PY, Masotti RR, Santos AAC, Cordeiro JA. Avaliação do nível de compreensão da prescrição pediátrica. J Pediatr. 2002;78:140-5.

5. Sebastião ECO. Consumo de medicamentos, um esboço dos fatores determinantes. Rev Ciênc Farm. 1998;19:253-63.

6. Mello ED. Prescrição de medicamentos em odontopediatria. In: Wannmacher L, Ferreira MBC. Farmacologia clínica para dentistas. 2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1999. p. 274-80.

7. Santos DB, Coelho HLL. Reações adversas a medicamentos em pediatria: uma revisão sistemática de estudos prospectivos. Rev Bras Saúde Matern Infant Recife. 2004;4:341-9.

8. Andrade MP. Aspectos atuais do uso da dipirona no tratamento da dor. Prática Hospitalar, 2005; 7 (40) [citado em 2005 Nov 20]. Disponível em: http://www. praticahospitalar.com.br/pratica%2040/pgs/materia%20 22-40.html

9. Bricks LF. Uso judicioso de medicamentos em crianças. J Pediatr. 2003;79(1Supl): 107-14.

10. Silva LR. Farmacoterapia pediátrica. In: Silva P. Farmacologia. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2002. p. 1205-19.

11. Chambers HF. Antimicrobianos – inibidores da síntese proteica e antibacterianos diversos. In: Goodman LS, Gilman A. As bases farmacológicas da terapêutica. 10ª ed. Rio de Janeiro: Mc Graw Hill; 2003. p. 162-76.

12. Yagiela JA, Neidle, EA, Dowd FJ. Farmacologia e terapêutica para dentistas. 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2000.

13. Bortoluzzi MC, Manfro R, Grandi CF, Restelato JMF. Ensaio clínico randomizado comparativo do nível de dor pós-operatória da cirurgia dentária tratados com naproxeno ou celecoxibe: estudo piloto. RGO. 2007;55:343-7.

14. Bricks LF. Analgésicos, antitérmicos e anti-inflamatórios não hormonais: toxicidade – parte I. Pediatria (São Paulo). 1998;20:126-36.

15. Anderson BJ. Comparing the efficacy of NSAIDs and paracetamol in children. Pediatric Anesthesia. 2004;14:201-17.

16. Bortoluzzi MC, Franco F, Figueiredo MAZ, Cherubini K, Yurgel L. Agranulocitose induzida por metimazol. RGO. 2004;52:39-41.

17. Díaz JM, Pérez MA, Gracia BMT, Cabrerizo S, Zapatero L, Martínez MMI. Allergic reactions due to ibuprofen in children. Pediatric Dermatology. 2001;18(1):66–7.

18. Kang LW, Kidon MI, Chin CW, Hoon LS, Hwee CY, Chong NK. Severe anaphylactic reaction to ibuprofen in a child with recurrent urticaria. Pediatrics. 2007;120:742-4.

19. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária [citado em 2007 Abr 4]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br

20. Andrade ED. Terapêutica medicamentosa em odontologia. 2ª ed. São Paulo: Artes Médicas; 2006.

21. Temple ME, Robinson RF, Miller JC, Hayes JR, Nahata MC. Frequency and preventability of adverse drug reactions in paediatric patients. Drug Safety. 2004;27:819-29.

22. Neville BW, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Doenças fúngicas e protozoários. In: Neville BW, Damm DD, Allen CM, Bouquot JE. Patologia oral e maxilofacial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2004. p.183-204.

23. Park NH. Agentes antifúngicos e antivirais. In: Park NH. Farmacologia e terapêutica para dentistas. 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2000. p. 503-15.

24. Watanabe EM, Chiquito SA, Ribeiro TK, Ribeiro UJ. Metemoglobinemia induzida pela benzocaína. Rev Bras Otorrinolaringol. 2005;71(4):12-4.
588018937f8c9d0a098b4cee rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections