Revista de Odontologia da UNESP
http://revodontolunesp.com.br/article/588017aa7f8c9d0a098b483d
Revista de Odontologia da UNESP
Original Article

Educação em Saúde Bucal para Pacientes Adultos: Relato de uma Experiência

Dental health education for adult patients: report of an experience

Ferreira, R.I.; Morano Jr., M.; Meneghin, M.C.; Pereira, A.C.

Resumo

Os programas educativos em saúde bucal têm sido voltados a grupos específicos, como as crianças, os adolescentes, as gestantes, os portadores de necessidades especiais e os idosos. Os pacientes adultos que não se encaixam nos grupos supracitados tendem a interagir passivamente, limitando-se a receber informações. Portanto, o presente trabalho teve duas finalidades: descrever a experiência do programa educativo desenvolvido em uma Unidade Básica de Saúde de Campinas, São Paulo, e discutir, com base em uma revista da literatura, a educação em saúde bucal para pacientes adultos. A partir da discussão que esse tema propicia, sugere-se que os adultos sejam mais valorizados porque podem atuar não apenas como pacientes, mas também como multiplicadores dos aconselhamentos e instruções. No entanto, as práticas educativas devem considerar os determinantes sociais das afecções bucais e a equipe de saúde bucal deve compreender que a motivação contínua dos educandos é mais efetiva do que a imposição de técnicas padronizadas e a prescrição de materiais dispendiosos, para a higiene bucal.

Palavras-chave

Educação em saúde bucal, programas educativos, pacientes adultos

Abstract

Dental health education programs have been directed to some specific groups, such as children, teenagers, pregnant women, people with special needs, and aged persons. Adult patients who are not in these groups tend to demonstrate a passive behavior, and limit themselves to receive information. Therefore, the aims of the present study were to describe the experience with the educative program carried out in a Basic Unit of Health in Campinas, São Paulo, and to discuss, based upon a review of the literature, the dental health education approaches for adult patients. In the light of the current debates about health education, it can be suggested that the adults should be considered before planning health interventions, because they may not only act as patients, but they also may diffuse advice and instructions. However, educative practices should take into account the social determinants of oral diseases and the dental health team must be aware that continuous motivation of the patients is more effective to oral hygiene outcome than the prescription of standardized techniques and expensive materials.

Keywords

Dental health education, educative programs, adult patients

References



1. Aquilante AG, Bastos JRM, Sales Peres SHC, Leal RB, Higa AM. Análise do nível de educação odontológica dos pais/responsáveis de escolares da 3a série do 1º grau e sua relação na motivação e educação odontológica de seus filhos. Rev Odontol UNICID. 2002; 14(1): 25-34.

2. Bastos JRM, Peres SHCS, Ramires I. Educação para a saúde. In: Pereira AC, editor. Odontologia em saúde coletiva: planejando ações e promovendo saúde. Porto Alegre: Artmed; 2003. p. 117-39.

3. Blinkhorn AS. Dental health education: what lessons have we ignored? Br Dent J. 1998; 184(2): 58-9.

4. Cangussu MCT, Magnavita R, Rocha MCBS. Educação e construção da cidadania em um programa de saúde bucal em Salvador – Ba. Rev ABOPREV. 2001; 4(1): 15-20.

5. Chaves SCL, Vieira-da-Silva LM. As práticas preventivas no controle da cárie dental: uma síntese de pesquisas. Cad Saúde Pública. 2002; 18(1): 129-39.

6. Couto JL, Couto RS, Duarte CA. Motivação do paciente: avaliação dos recursos didáticos de motivação utilizados para a prevenção da cárie e doença periodontal. RGO. 1992; 40: 143-50.

7. Faulks D, Hennequin M. Evaluation of a long-term oral health program by carers of children and adults with intellectual disabilities. Spec Care Dentist. 2000; 20: 199-208.

8. Franco T, Merhy E. PSF: contradições e novos desafios [citado em 2004 Nov 7]. Disponível em: http://www. datasus.gov.br/cns/temas/tribuna/PsfTito.htm.

9. Gonçalves PC, Vinholis AHC, Garcia PPNS, Corona SAM, Pereira OL. Considerações sobre programas de controle de placa. ROBRAC – Rev Odontol Brasil Central. 1998; 7(23): 36-9.

10. Kay EJ, Locker D. Is dental health education effective? A systematic review of current evidence. Community Dent Oral Epidemiol. 1996; 24: 231-5.

11. Kunert IR, Alves OP, Muller JO, Ott HA. Motivação em saúde bucal: programa “Saúde pela Boca”. RGO. 1990; 38: 450-6.

12. L’Abbate S. Educação e sociedade: uma abordagem pedagógica para a Odontologia. In: Bottazo C, Freitas SFT, editores. Ciências sociais e saúde bucal: questões e perspectivas. Bauru: EDUSC; 1998. p. 213-29.

13. Moimaz SAS, Saliba NA, Saliba O, Almeida JCF. Educação para saúde bucal e prevenção. RGO. 1994; 42(2): 71-4.

14. Ribeiro EM, Pires D, Blank VLG. A teorização sobre processo de trabalho em saúde como instrumental para análise do trabalho no Programa Saúde da Família. Cad Saúde Pública. 2004; 20: 438-46.

15. Sheiham A. Public health approaches to promoting periodontal health. Rev Bras Odontol Saúde Coletiva. 2001; 2(2): 61-82.

16. Sinkoç CR. Educação em saúde bucal e a motivação do paciente. Rev Odontol Univ Santo Amaro. 2001; 6: 40- 3.

17. Unfer B, Saliba O. Avaliação do conhecimento popular e práticas cotidianas em saúde bucal. Rev Saúde Pública. 2000; 34: 190-5.

18. Valla VV. Globalização e saúde no Brasil: a busca da sobrevivência pelas classes populares via questão religiosa. In: Vasconcelos EM, editor. A saúde nas palavras e nos gestos: reflexões da rede de educação popular e saúde. São Paulo: Hucitec; 2001. p. 39-62.

19. Vasconcellos IC, Silva AMM, João M, Vasconcellos MF. Programas de saúde bucal: eficácia e perspectivas. Rev Bras Odontol. 2001; 58: 130-4.

20. Watson MR, Horowitz AM, Garcia I, Canto MT. A community participatory oral health promotion program in an inner-city latino community. J Public Health Dent. 2001; 61: 34-41.

21. Watt RG, Fuller S, Harnett R, Treasure ET, Stillman-Lowe C. Oral health promotion evaluation – time for development. Community Dent Oral Epidemiol. 2001; 29: 161-6
588017aa7f8c9d0a098b483d rou Articles
Links & Downloads

Rev. odontol. UNESP

Share this page
Page Sections